A Cidade de Teixeira

 

A cidade de Teixeira, localizada na microrregião da Serra do Teixeira e integrante da Região Metropolitana de Patos. Distante cerca de 320km da capital João Pessoa e situada no alto sertão paraibano. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano de 2010 sua população foi estimada em 14.153 habitantes. Área territorial de 114 km². O município apresenta enorme potencial turístico a partir de suas formações rochosas, vistas deslumbrantes e localidades que fazem parte de sua história.

Uma polêmica é gerada em torno da fundação, pois o historiógrafo Coriolano de Medeiros afirma ter sido o Capitão Francisco da Costa Teixeira, vindo de Mamanguape, por volta de 1761, que se estabeleceu no território iniciando as primeiras povoações.

Contudo, antigos habitantes do lugar afirmavam serem os irmãos Manoel Lopes e João Leite os fundadores do povoado de Canudos, origem da Cidade. Em 1792, Manoel Lopes doou terreno para o patrimônio de Santa Maria Madalena, onde foi construída a Capela.

O povoado foi elevado a Freguesia em 1857, tendo como primeiro vigário Geminiano Ferreira Régis, e o distrito foi criado pela Lei Provincial nº 16, de 6 de outubro de 1857.

Integrando a Microrregião da Serra do Teixeira, o município limita-se ao Sul com o Estado de Pernambuco (cidades de Itapetim e Brejinho), ao Norte com o município de São José do Bonfim, a Leste com a cidade de Desterro, e a Oeste com Matureia e Mãe D’agua.

Teixeira está situada em uma cota entre 100 e 800 metros, possuindo a maior altitude do Estado. Apresenta um clima quente e seco, com temperatura media variada de 15 a 28°C, verificando-se uma pluviosidade media anual 793,3m, ocorrendo grandes baixas de temperatura durante a noite.

A área territorial teixeirense tem um enorme potencial ecoturístico e abrange diversas formações rochosas, onde se praticam esportes radicais, a exemplo do rappel. Entre elas merece destaque a Pedra do Tendó, com paisagem deslumbrante onde o visitante pode observar todo meio ambiente, relevo e vegetação do sertão paraibano, além de se deliciar com itens da culinária regional em um bar/restaurante que fica situado ao lado da pedra; a Pedra do Talhado, excelente para a prática de rappel; o Cruzeiro, com vista panorâmica do município; entre outros.